GBRJ ONLINE

Terça, 04 de outubro de 2022
MENU

Economia

De novo?! Faturamento, emprego e rendimento crescem na indústria em julho de 2022, afirma CNI

Recuperação do poder de compra das famílias e menor dificuldade na aquisição de insumos explicam bom momento atingindo seus pontos mais altos de 2022.

244
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A pesquisa Indicadores Industriais, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que quatro dos seis indicadores da indústria de transformação aumentaram entre junho e julho deste ano. Faturamento, emprego, massa salarial e rendimento médio subiram. O número de horas trabalhadas na produção manteve-se estável e a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) registrou a única queda, de 0,2 ponto percentual em julho de 2022, na comparação com junho. Acesse abaixo a pesquisa completa. 

A economista da CNI Larissa Nocko explica que essa melhora generalizada dos indicadores é consequência da recuperação do poder de compra das famílias, que está permitindo alta no consumo.

“A melhora também é consequência da forma como parte da indústria de transformação tem contornado as dificuldades com relação ao fornecimento de insumos. No entanto, as restrições à produção se mantêm, o que pode ser visto na relativa estabilidade da utilização da capacidade instalada desde o início do ano e do número de horas trabalhadas”, explica Larissa Nocko. 

 

O faturamento real da indústria de transformação apresentou avanço de 1% em relação ao resultado de junho. Foi o terceiro aumento consecutivo. Com isso, o índice alcançou o maior valor de 2022. De forma geral, o faturamento se encontra em trajetória de alta desde novembro de 2021.  

Emprego industrial cresceu 0,5% em um mês

O emprego industrial registrou avanço de 0,5% em julho de 2022, na comparação com junho, considerando a série livre de efeitos sazonais. Trata-se do terceiro mês consecutivo de alta, após duas quedas observadas em março e abril. Na comparação com julho de 2021, registra-se alta de 2,3%.

Massa salarial sobe 7,3% na comparação de julho de 2021 e julho de 2022

A massa salarial real da indústria de transformação registrou crescimento de 1,3% na comparação com junho, na série livre de efeitos sazonais. O crescimento acumulado entre junho e julho totaliza 3,8%. Com o avanço, a massa salarial atingiu seu ponto mais alto desde março de 2020. Na comparação com junho de 2021, o crescimento é de 7,3%.

Remuneração do empregado da indústria aumentou 1% em julho

O rendimento médio real dos trabalhadores da indústria de transformação avançou 1,0% em julho de 2022, na comparação com junho, na série livre de efeitos sazonais. Merece destaque a recuperação recente, uma alta de 2,8% no acumulado entre junho e julho. Assim, o rendimento atingiu o ponto mais alto desde janeiro de 2021. Em relação a julho de 2021, o crescimento alcança 5,0%.

Fonte/Créditos: CNI

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )